Criopreservação

SOMOS ESPECIALISTAS COM RECONHECIMENTO INTERNACIONAL

O banco de sêmen do Androscience é composto por uma estrutura completa que conta com equipamentos e materiais certificados internacionalmente para que todas as etapas da criopreservação do sêmen, espermatozoides ou tecido reprodutivo sejam realizadas de forma segura e personalizada. Aqui as amostras permanecem criopreservadas em tanques de nitrogênio líquido em um ambiente controlado constantemente e rigorosamente de acordo com todas as exigências de agências reguladoras.   

A criopreservação é um recurso muito útil para preservação da fertilidade em situações que o homem tem ou terá perda progressiva da fertilidade. Existem diversas situações que colocam em risco a capacidade reprodutiva de homens, como por exemplo a necessidade de realizar quimioterapia para tratamentos oncológicos. Em muitos casos, estas situações podem ser previstas, antecipadas ou até mesmo planejadas, de forma a termos a chance de garantir a preservação da fertilidade por meio da criopreservação para uso futuro.

 

QUANDO É INDICADO CRIOPRESERVAR O SÊMEN

  • A criopreservação é indicada nas seguintes situações:

  • Antes de realizar tratamento oncológico com medicamentos quimioterápicos, radioterápicos ou terapia imunossupressora;

  • Antes de realizar cirurgia de vasectomia;

  • Em amostras extraídas cirurgicamente diretamente dos testículos ou epidídimos (TESA, MESA, PESA, microTESE);

  • Antes de realizar cirurgias que envolvam o retroperitônio e dissecção de linfonodos retroperitoneais;

  • Profissionais que trabalham expostos a substâncias/ambientes gonadotóxicos e que podem ter perda progressiva da fertilidade;

  • Exposição crônica a drogas, disruptores endócrinos e outras substâncias nocivas que deterioram progressivamente a função testicular.

Na maioria dos casos, as técnicas de criopreservação de espermatozoides e parênquima testicular se apresentam como recursos valiosos na preservação da fertilidade masculina sendo, em muitos casos, a única alternativa viável disponível.

 

A TÉCNICA DE CRIOPRESERVAÇÃO

Durante o processo de criopreservação, parte significativa dos espermatozoides pode se tornar inviável ou sofrer redução de motilidade e qualidade funcional. Por este motivo, o processo de criopreservação adotado pelo Androscience é composto por diferentes etapas que visam otimizar a qualidade dos espermatozoides, além de possuirmos estrutura completa e totalmente segura para todas as etapas do procedimento. Para que o sêmen possa ficar armazenado por tempo indeterminado, ele deve ser congelado.

 

TIPOS DE CRIOPRESERVAÇÃO

  • Criopreservação de espermatozoides do ejaculado:

Após a coleta de sêmen, cada amostra é cautelosamente identificada com materiais resistes à baixas temperaturas, assegurando a confiabilidade do processo. Então, é realizada análise criteriosa e individualizada para identificação do melhor método de processamento da amostra, ou seja, qual a melhor maneira de tratar a amostra in vitro para selecionar os melhores gametas. Concluída a etapa do processamento seminal, a amostra é diluída com um crioprotetor que possui diversos componentes em sua formula que buscam minimizar os efeitos negativos da criopreservação e preservam a qualidade funcional dos espermatozoides.  A partir daí a amostra é gradativamente resfriada até ser finalmente armazenada em nitrogênio líquido a 196°C negativos. Uma pequena alíquota é também armazenada para verificação, entre 24-48 horas pós-congelamento, da porcentagem de sobrevivência dos espermatozoides. Essa etapa é denominada de avaliação da taxa de criossobrevivência espermática e é especialmente importante para avaliar a melhor técnica de Reprodução Assistida a ser utilizada.

 

  • Criopreservação de espermatozoides extraídos cirurgicamente:

Em casos onde os espermatozoides são obtidos diretamente dos epidídimos ou testículos através de procedimentos cirúrgicos ou microcirúrgicos, como PESA ou microTESE, o congelamento do material extraído é de suma importância pois torna desnecessária a realização de outros procedimentos cirúrgicos, uma vez que permite a criopreservação de um grande volume do material extraído e que poderá ser utilizado em várias oportunidades. Isso aumenta o conforto para o paciente, reduz custos e simplifica o tratamento com Reprodução Assistida.

A equipe do Laboratório Androscience é treinada para a manipulação das amostras ainda em centro cirúrgico e garante a preservação da qualidade do material durante a extração. Após finalização da cirurgia, o material é transportado para o laboratório em caixa apropriada e com empresa certificada pela vigilância sanitária e especializada em transporte de material biológico.

 

No laboratório, o material é tratado e analisado cuidadosamente e se necessário, técnicas laboratoriais desenvolvidas pelo Androscience são aplicadas para melhorar a qualidade dos gametas. Após realização criteriosa dessa etapa, o material é diluído com agente crioprotetor para minimização dos efeitos negativos do congelamento e então as amostras são resfriadas gradativamente até serem criopresrvadas em nitrogênio líquido a 196°C negativos.

 

POR QUANTO TEMPO AS AMOSTRAS PODEM FICAR CRIOPRESERVADAS?

As amostras congeladas em nitrogênio líquido a 196°C negativos se armazenadas em banco de sêmen com alto rigor no controle de qualidade, podem permanecer armazenadas por tempo indeterminado.
O descongelamento das amostras pode ser realizado a qualquer momento para realização de técnicas da Reprodução Assistida.

 

VANTAGENS DA CRIOPRESERVAÇÃO NO ANDROSCIENCE

  • Preserva espermatozoides de homens que terão perda progressiva ou definitiva da fertilidade;

  • Rígido controle de qualidade;

  • O paciente e o médico são informados sobre as características das amostras no momento do descongelamento (teste de descongelamento – criossobrevivência);

  • Criopreservação de amostras de pacientes portadores de infecções infectocontagiosas de forma segura utilizando um tanque somente com essa finalidade;

  • Técnicas desenvolvidas pelo próprio laboratório são utilizadas para melhorar os parâmetros espermáticos.